Aprenda como melhorar os processos do laboratório de forma efetiva!

processos do laboratório
6 minutos para ler

Sabemos que existem diversos processos no laboratório e que cada um deles têm sua importância. Recepção, Coleta, Triagem, Processamento Técnico de Exames, Controle de Qualidade, Liberação Clínica e Faturamento…

Com tantas etapas, é essencial que exista a otimização de processos para que os erros sejam minimizados e a confiabilidade seja aumentada.

Mas quais são as estratégias mais indicadas neste caso?

Para aprofundamento do assunto, realizamos uma entrevista com Olsen Rodrigo Mott Silva, Gerente de Projetos da Matrix! A seguir, vamos mostrar quando é necessário rever esses processos e o que fazer para melhorá-los. Continue a leitura!

Como melhorar os processos do laboratório? 

Aposte na padronização de processos do laboratório

Para que os processos sejam eficientes, é preciso que cada ação — que envolve desde o atendimento ao cliente até a liberação de exames, por exemplo — seja padronizada e acompanhada. 

Depois de cada etapa definida, é importante ressaltar que não deve ocorrer nenhuma interferência ao longo do processo para que o resultado não seja contaminado por possíveis alterações. 

Tenha um plano 

Antes de definir qualquer processo, é necessário avaliar a finalidade e necessidades de cada área do laboratório para que haja um planejamento de ações eficiente.

Um exemplo bem simples é a organização dos equipamentos e materiais usados no dia a dia. Com um plano, a equipe consegue ter fácil acesso ao que necessita para realizar seu trabalho, economizando tempo e, por consequência, aumentando a agilidade. 

Treine e capacite a equipe 

É fundamental contar com uma equipe especializada, que garanta um bom atendimento, além de ter conhecimento profundo sobre as funções de cada colaborador. Para isso, é importante ter uma boa gestão em recursos humanos, que envolve comunicação e qualidade no ambiente de trabalho para manter os profissionais motivados. 

Ademais, é fundamental que todos sejam frequentemente atualizados e capacitados para manterem a produtividade e a motivação, obterem novos conhecimentos, resultando assim em mais qualidade nas entregas.

Faça controle de qualidade 

É muito comum que laboratórios revisem seus processos apenas na pré-auditoria, ou pior, somente após serem notificados por irregularidades em uma auditoria.

Nesse sentido, é imprescindível que a revisão de processos seja realizada de forma periódica e constante. O ideal é ter uma equipe ou colaborador encarregado de fazer a revisão e controle de qualidade. Lembre-se que um trabalho preventivo, e não reativo, é a melhor forma de otimizar e melhorar os processos, com certeza. 

Mensure os resultados 

A mensuração de resultados permite que sejam avaliadas quais as ações e processos estão no caminho certo e devem ser mantidos, e também aqueles que necessitam de ajustes para que se obtenha a otimização e qualidade desejada. 

No entanto, para medir o desempenho é preciso consolidar uma análise interna e externa. A primeira, serve para medir o tempo, a eficiência e a não conformidade. Já a segunda, coleta o feedback dos clientes em pesquisas de satisfação para se fazer um benchmark e comparar a performance do laboratório em relação ao mercado.

Dessa forma, é possível atuar especificamente em cada ponto falho e mensurar os resultados periodicamente para estimar a assertividade. 

Conte com a tecnologia 

A transformação digital contribuiu muito para melhorar os processos do laboratório, envolvendo todas as suas áreas: desde a parte operacional até a administrativa.

Com um software de gestão laboratorial, algumas tarefas podem ser realizadas por sistemas, de forma mais confiável e precisa, além de propiciar um atendimento mais ágil — já que com a automatização, os prazos tendem a ser encurtados. 

É relevante considerar também, que a tecnologia libera os profissionais da sua empresa para desempenhar outras funções valiosas para melhorar ainda mais os serviços e funcionamento do negócio. 

Como um sistema integrado pode ajudar? 

A tecnologia pode ajudar a melhorar todos os processos do laboratório, como na definição de um fluxo de trabalho (workflow), de modo que todas as etapas sejam realizadas com padronização, automação e rastreabilidade. Assim, o uso do sistema minimiza erros humanos e agrega o registro de informações necessárias para rastreio e melhoria contínua. 

Além disso, sabemos que a melhor forma de tomar ações corretivas é se basear em informações. Nesse sentido, a ferramenta permite a centralização de dados, rastreabilidade de processos e aderência/flexibilidade para os processos do laboratório. 

Porém, é necessário ressaltar que para ter todas essas funcionalidades e vantagens disponíveis deve-se contar com um sistema robusto, com alta disponibilidade e um suporte compatível.

O que são os sistemas Matrix e quais são seus benefícios?

Por serem especialistas para laboratórios, os sistemas Matrix, por exemplo, possuem os recursos necessários para a gestão e automação dos processos.

De acordo com Olsen, que liderou mais de 40 projetos, todos os sistemas da empresa permitem melhorias em toda a cadeia de processos, levando a otimização de tempo e aumento da produtividade. “Em alguns projetos que atuei, tamanha foi a agilidade nos processos técnicos, que os laboratórios encerravam as atividades horas antes do padrão com o sistema anterior, reduzindo os custos com horas extras”, afirma.

Outro grande diferencial da Matrix é a implantação dos sistemas aliada a uma consultoria de processos que visa não apenas sua otimização, mas também o aumento da aderência dos sistemas. Com isso, todo o ciclo é analisado com uma ótica externa de um consultor que tem a vivência de mercado e experiência em diversos projetos, aliado às necessidades apontadas pela gestão do laboratório

Desse modo, os processos são otimizados, não só de acordo com as necessidades, mas também com a realidade e condições do laboratório para implementar as melhorias. “O processo implementado não necessariamente será o melhor, mas o melhor possível dentro da realidade do laboratório, e potenciais melhorias são mapeadas para implementação futura, assim que viável”, explica Silva.

Como você pode ver, para melhorar os processos do laboratório é preciso dispor de ações que envolvem desde a equipe até uma ferramenta eficiente e parametrizável, como os softwares para laboratórios, que tornam as demandas mais ágeis e confiáveis, contribuindo com a competitividade laboratorial.

E então, gostou das dicas e informações deste artigo? Esperamos que sim! Aproveite para compartilhá-las nas suas redes sociais para que outros gestores e profissionais do setor também se atualizem. 

Você também pode gostar

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.